FAPERP | Projeto educativo em Mirassol (SP) aproxima as famílias das escolas
Ambiente escolar mais atrativo incentiva melhora no desempenho dos alunos
Ações Educativas Complementares, alunos, ensino infantil, Fundamental, rede pública, Mirassol,
21697
post-template-default,single,single-post,postid-21697,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,vertical_menu_enabled,select-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

Projeto educativo em Mirassol (SP) aproxima as famílias das escolas

Projeto educativo em Mirassol (SP) aproxima as famílias das escolas

A partir desta segunda-feira (06/06), o projeto “Ações Educativas Complementares” vai beneficiar cerca de 1,6 mil alunos dos ensinos Infantil e Fundamental da rede pública de Mirassol (SP). Serão oferecidas, no período inverso ao das aulas, atividades pedagógicas, culturais, lúdicas e recreativas. Além disso, o projeto envolve a participação ativa dos familiares, fortalecendo o vínculo deles com o ambiente escolar.

Realizado por meio de uma parceria da Faperp (Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão de São José do Rio Preto) com o Departamento Municipal de Educação de Mirassol, o projeto abrange 11 escolas da cidade. As atividades contemplam a utilização de música, dança, hip hop, jogos teatrais, oficina de palavras, fanfarra, arte circense, capoeira, informática, recreação esportiva e badminton.

Segundo Aline Sgotti, gerente de projetos da Faperp, serão realizadas reuniões semanais com os pais ou responsáveis e os alunos, com o intuito de promover a ampliação de tempo, espaços e oportunidades educativas e sociais. Desse modo, será possível acompanhar de perto as necessidades de cada aluno e, assim, evitar baixo rendimento e evasão escolar.

“A presença dos pais no processo de aprendizagem é fundamental. O incentivo deles pode mudar o ponto de vista dos alunos que têm dificuldades em determinados assuntos e acabam desmotivados por não terem tanta aptidão para desenvolver tais atividades. ”

Além de contribuir com o desenvolvimento intelectual dos estudantes, o projeto estimula a livre expressão e a sensibilização para a experiência artística, reforça a autoestima e o autoconhecimento e identifica possíveis situações de vulnerabilidade escolar, possibilitando o atendimento e o acompanhamento destes alunos e famílias dentro do espaço escolar, trabalhando as potencialidades de cada um.

1 Comment

  • Elvis

    06.06.2016 at 20:23 Responder

    Muito bom! gostaria de conhecer melhor o projeto me interesso!

Comentar este Artigo